Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

De regresso às grandes causas

Junte-se a nós para um mundo melhor!

 

 

UPDATE: Link para o Blog da Causa

Categorias:
Uma criação de Jorge às 08:18
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (2) |
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

2f :(

Que bom ter acabado o descanso!
Que bom continuar constipado!
Ah que vontade de ir trabalhar!

Jorge
(É só alegrias)
Categorias:
Uma criação de Jorge às 07:46
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (3) |
Sábado, 6 de Outubro de 2007

A constipação do estudo

Andei às voltas com alguns textos fotocopiados, daqueles que guardei para um dia mais tarde. Nada como perder tempo com alguma leitura técnica, aliás é tudo menos perder tempo. Sempre gostei de estudar, lançar-me para um tema caótico, compreender as bases, estruturar a informação, relacionar ideias, sintetizar e por aí fora.

Parei para fazer isso num fim de semana prolongado apenas porque fiquei constipado e não me apetecia andar por essa paisagem com uma mão cheia de lenços de papel (sim, eu sei que há o World of Warcraft mas jogar não pode ser tudo na vida).



Tive a oportunidade de começar a ler a "Introdução à metodologia da ciência" de Javier Escheverría. Confesso que é um pouco mais denso do que pensava (ou talvez fosse da constipação), mesmo assim está a ser interessante.

Em termos de leitura não-técnica ando com "O pecado de Darwin" (de John Darnton) e "A conspiração dos antepassados" (de David Soares). Inicialmente atraíram-me os dois mas com o desenvolver da leitura estou a perder interesse em ambos (mesmo assim o do David Soares está a prender-me mais, tem muitas ideias boas). A meu ver muita da literatura esquece-se de estimular o nosso ritmo de leitura. Mas quando escrevemos devemos deixar o nosso material encontrar público? Ou pensar no público quando escrevemos?

Dois autores cujos trabalhos tenho o hábito de devorar: Neil Gaiman e Oscar Wilde. Porque cada linha parece que vale a pena ser saboreada. E vocês o que gostam de ler? Ou de escrever?
Categorias:
Uma criação de Jorge às 13:04
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (6) |
Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Teatro da Morte

"Um samurai deve sempre, acima de tudo, manter presente no seu espírito a inevitabilidade da morte, dia e noite..."
Daidoji Yuzan, "O Código do Samurai"



De barriga para a olhar, a ver o tecto do meu quarto pensei "como será a minha morte?" Não tem nada a ver com ser mórbido, é uma curiosidade comum de quem sabe que vai morrer (cada dia mais próximo desse momento).

Será atravessado por uma espada?
Será num acidente de viação?
Será causado por uma doença mortal?
Será por um desgosto de amor?
Será por um acto de Deus?
Será por pura estupidez?
Será com uma bala de prata?
(Bolas daqui a bocado parece aquele música do Pedro Abrunhosa...)



Pensemos numa possibilidade: fazermos o Teatro da Morte!

Criamos um espectáculo genial (a nossa vida do dia-a-dia) que só vai terminar com a última batida do nosso coração. Este espectáculo tem de ser único e verdadeiramente épico, tudo para garantirmos que o último momento neste palco nunca mais seja esquecido.

CARPE DIEM

Basta um momento de distracção e esquecemos algo tão simples. Abandonamos o teatro da morte e passamos a brincar aos "meninos crescidos", sabemos que vamos morrer mas o nosso comportamento espelha precisamente o contrário. Adiam-se momentos importantes, esquece-se o essencial, convivemos com quem não gostamos, alimentamos a tristeza e sofremos por inutilidades.

Jorge
Categorias:
Uma criação de Jorge às 19:47
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (10) |
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

On Fire - É mesmo para deitar tudo para fora

O meu avô estava a ver o telejornal e disse-me "Sabes, Jorge, quando uma pessoa chega a uma certa idade tem mais dificuldade em compreender e aceitar tanta estupidez junta"! Como eu te percebo, avô! Por isso decidi deitar qualquer ideia que me passou pela cabeça, um telejornal é mais ou menos uma manta de retalhos como esta.

Comecemos pelo desporto-rei. Atrai multidões, enlouquece as pessoas, esvazia os sentimentos humanos e aumenta a violência doméstica. Sim, falo do Xadrez esse avassalador monumento do império português do século XXI. Quantas pessoas já não tiveram as suas vidas estragadas apenas porque um cavalo comeu um bispo ou porque um peão papou a rainha???

Estava aqui a pensar que esta doença da língua azul que tem surgido no gado é um perigo, principalmente se passa para o famoso "menino azul" (depois teria que ser adoptado pelo Pinto da Costa e sem a Carolina Salgado faltaria um lado maternal).


Continuam a publicar informações que sugerem que o nosso primeiro ministro é um mentiroso de primeira apanha, mas como estas informações não estão legalmente autorizadas a vir à luz temos de continuar a dizer que talvez tenha adulterado um pouco a realidade (como fez com a cena da licenciatura). Esperem, não posso escrever coisas destas, ainda vou a tribunal (todos sabemos como o silêncio é de ouro). Reparem que o silêncio deve mesmo a continuar a ser de ouro, recentemente um professor foi despedido por ter feito uma piada sobre a confusão toda relacionada com a licenciatura de Sócrates (epá não estou a falar do filósofo, mas se isto chegar a tribunal digo que estava a falar do filósofo). Já estou farto dessas merdas de resolver tudo em tribunal, venha comigo lá fora sr. primeiro-ministro, vamos resolver isto como homens (ainda era processado por insulto).



Menezes chegou à liderança do PSD e agora vai juntar meia dúzia de mancebos para iniciar uma guerra ao Sul do país (acho que ele gostava muito de ver a série "Norte e Sul" quando era novo). Quando chegar ao Sul vai ter um problema que não preveu, pois até lá a ASAE fecha tudo (ainda ontem foi a cozinha do hospital de Santa Maria)e não têm onde comer (e beber, obviamente).

Tenho saudades da revista Maria e do seu clássico consultório sentimental ("Ah, acabei de fazer sexo com cinco matulões e três dos "piquenos" será que ainda sou virgem e posso casar de branco?"). Aliás tenho uma certa desconfiança que é isso que fazem os maçons quando se reúnem, levam umas revistas Maria e divertem-se a ler aquilo.

Estou farto de escrever, vou sair do pc. Eh lá tanto polícia à minha porta, espero que não me levem para o Parque das Nações...

FOTOS: Elina Mer
Categorias:
Uma criação de Jorge às 18:30
Link do Post | Comentar |
Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Tu e eu nesta noite... Podiamos ser nós.

Arranjo mil motivos para te ver e perder tempo ao teu lado e nem um motivo para fazer o contrário. Se é verdade?!?!? Alguma vez mentiria, principalmente estando envolvido nas trevas da noite.

Estamos aqui os dois neste cantinho do fim do mundo e gostava de segurar a tua mão. Curioso ela teima em fugir. É inútil resistirmos à nossa química, e para quê? Para morrermos daqui a uns tempos? Onde estaremos daqui a 180 anos? Aí está vamos aproveitar esta nossa juventude pulsante, esta vontade de ficar descontrolado.




Sabes lá quantos batimentos sofre o meu coração apenas por te olhar nos olhos!!!! Pois como podes saber, se para ti sou apenas um tarado sem coração! A noite passa e tu passaste por ela sem reparares assim tanto em mim.

- És um louco!
- Vá lá, não te faças de certinha. Gostas de trastes como eu.
- Verdade, mas isso não significa que passe a vida ao lado de trastes como tu.
- Ui, essa foi forte.
- Adeus.
- Vais para onde? Procurar um tipo arranjadinho, certinho, que queira casar e ter manadas de crianças?
- Adeus!!!!
- AH AH! Sei que vais voltar, não me resistes.
(assim que ela se foi embora, as minhas gargalhadas pararam. De repente, já nada tinha graça)

A luz nasceu e fiquei iluminadamente sozinho, sem trevas para me esconder. E tu caminhas pela luz fora e nem sequer dás sinal de querer voltar para trás.
Categorias:
Uma criação de Jorge às 19:00
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (6) |
Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

Já apanhaste uma estrela cadente?

Como é que te meteste nesta Tristan? Quem é que se ia lembrar de prometer uma coisa dessas apenas para casar com uma rapariga bonita? Espera, tens alguma razão, por amor qualquer loucura é pequena.



Corre rapaz, tens pouco tempo para cumprires a tua missão e há mais pessoas interessadas em apanhar a mesma estrela.

NOTA: Stardust é apenas para quem gosta de contos de fadas. As restantes pessoas sérias devem manter-se afastadas.
Categorias:
Uma criação de Jorge às 20:00
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (4) |

subscrever feeds

Ideias Recentes

There are four Walt Disne...

...

Hora de Hibernar

Body Balance

Finalmente uma data...

Em Forma...

2 canções de (quase) Amor

Bla Bla Bla... Espera iss...

Simples, não d&aac...

Google Chrome

Categorias

bem-estar(1)

blogue(24)

bushido(43)

caminha(1)

empresa(9)

férias(2)

ficção(10)

filmes(9)

humor(10)

livros(12)

mac(4)

midnight(2)

minho(3)

música(4)

podcast(2)

sapo(2)

séries(4)

vida social(54)

wii(2)

wow(8)

todas as tags

Links

Material Fora de Cena

Julho 2011

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Pesquisar neste Blog

 
blogs SAPO