Terça-feira, 19 de Dezembro de 2006

É assim…

Mais uma madrugada de olhos abertos com vestígios de gripe, apenas por isso é que peguei no blogue.

Grande parte do meu tempo tem sido passado a experimentar o World of Warcraft (WOW), meti-me na versão trial (14 dias). E quando faço logout do WOW penso: "mas como é que o tempo passou tão depressa?". O WOW tem sido um analgésico para suportar o dia-a-dia, julgo que os 14 dias não serão suficiente para criar dependência.

Não sei se já te disse, mas sou um gajo com tendências para me tornar viciado nas coisas; basta dar-me prazer para eu procurar constantemente. Habitualmente tento recorrer à técnica "toca a respirar fundo" para evitar situações desconfortáveis, ano após ano estou a ficar melhor (mas ainda sou um perigo).

No restante tempo dedico-me à procura de respostas às grandes questões da humanidade, sabes bem que sempre achei que ia salvar o mundo. O sentimento não terminou no fim da adolescência.
Uma criação de Jorge às 02:31
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (1) |
Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006

Em branco

Olá!

Pelos 25 anos que passaram, desde que os meus pulmões se encheram de ar, muito aconteceu. Tento captar algumas das coisas que vivi através da junção de palavras, é um feito complicado, onde raramente atinjo os meus objectivos. É apenas pelo processo em si que o faço, ajuda-me a recordar, ou talvez a reviver (voltar a viver, não de forma igual). Felizmente tenho a imaginação para preencher os espaços em branco, a memória não é fidedigna, por isso há que construir uma vida. Criar a cada instante, na direcção desejável, com os maiores desafios e com as tragédias memoráveis.

É tal e qual como pegar numa folha em branco e preenchê-la. De certeza que sabes do que falo. Com um simples trabalhar da mente podemos alterar o statu quo.

A minha teoria é que viver bem implica imaginar bem. Traçar mentalmente o que nos interessa, viver dessa forma, fazer experiências, representar diferentes papéis e continuar a criar. Quando acordo disposto a expressar-me, apresento-me criativo e as actividades rotineiras transmutam-se em obras de arte... o simples despertar para o dia mistura-se com outras formas de existência e abre-se um portal para todas as possibilidades.


 É certo que a nossa expressão se encontra, muita vezes, condicionada. Uma forma produtiva de começar é investir no desbloqueio da nossa expressão, soltarmos a imaginação e recorrermos à criatividade. Mas será que criatividade e imaginção são sinónimos?  Imaginação é uma capacidade mental, criatividade implica acção, normalmente caminham entrelaçadas na nossa linguagem e na nossa simbologia (uma vez mais, sabes o que estou a dizer e não nos percamos em pequenas coisas).

Podemos alcançar aquilo que conseguirmos imaginar, podemos mudar a existência ao usarmos a criatividade. Para onde vamos agora?
Uma criação de Jorge às 01:53
Link do Post | Comentar |

subscrever feeds

Ideias Recentes

There are four Walt Disne...

...

Hora de Hibernar

Body Balance

Finalmente uma data...

Em Forma...

2 canções de (quase) Amor

Bla Bla Bla... Espera iss...

Simples, não d&aac...

Google Chrome

Categorias

bem-estar(1)

blogue(24)

bushido(43)

caminha(1)

empresa(9)

férias(2)

ficção(10)

filmes(9)

humor(10)

livros(12)

mac(4)

midnight(2)

minho(3)

música(4)

podcast(2)

sapo(2)

séries(4)

vida social(54)

wii(2)

wow(8)

todas as tags

Links

Material Fora de Cena

Julho 2011

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Pesquisar neste Blog

 
blogs SAPO