De Carina a 15 de Julho de 2007 às 11:58
Incrivelmente! É difícil perceber o que vai na cabeça dos outros... e quando se confere a emoções a dificuldade é acrescida!
Estamos num mundo de materialismo que os gestos de afectividade são cada vez mais diminutos! E, o que se vê são o agarrar aos gestos de afecto e achar que a partir desse momento a felicidade surge e que estamos num caminho de afectividade...
Lamento, mas a vida é muito exigente... e os bons momentos são curtos e têm muitas vezes de ser procurados para ser mantidos! A precipitação é um aliado da infelicidade...
Racionalismo é um ponto que deve ser tomado em linha de conta... mas sendo eu sensível, emotiva!? Pergunto-me como lidar com a emoção e com o senso comum!?
Penso eu!... E, esta é a minha opinião pessoal! às vezes amamos, e o sentimento urge de tal forma que deixamos que as atitudes e comportamentos menos positivos sejam abafados pelo sentimento...
Para o incrivelmente estranho considero que procuramos ser felizes...
De Jorge a 15 de Julho de 2007 às 16:13
Agradeço a tua participação, Carina! Se procuramos a felicidade, podemos pensar o que realmente nos pode aproximar desse estado e depois disso aplicarmos os esforços para lá chegarmos. A aplicação obviamente é mais complexa. Não consigo é entender porque tantas pessoas optam por "atalhos" que, no fundo, não prometem muito logo no momento em os escolhem. A emoção e a racionalidade não são pólos opostos, como tal, há que deitar por terra se essa ideia surgir para justificar as nossas acções menos pensadas.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.