Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

Amo com o cérebro

Dói-me o coração. Não pretendo ser poético, tenho mesmo uma dor forte na zona do coração. Custa-me a concentrar, é daquelas dores chatas. Não faço a menor ideia do que será.



Esta situação levou-me a pensar: porque será que o coração é normalmente associado ao Amor? Será por ele bater mais depressa quando nos cruzamos com alguém especial, ou por ele tremer quando nos assustamos. Não seria melhor pensarmos no cérebro como o orgão associado ao Amor?

Talvez não fosse bonito colocar um cérebro numa carta de amor ou dizer "Amo-te do fundo do meu cérebro" (mesmo que fizesse sentido). Existe o preconceito que o cérebro é razão pura, algo completamente errado. O nosso "cérebro racional" assenta num "cérebro emotivo".

Vamos experimentar dizer que o amor é um assunto do coração e permitirmos aos dois hemisférios cerebrais cooperarem entre si para gerir esta importante dimensão existencial.
Música: Snow Patrol - Chasing Cars
Categorias:
Uma criação de Jorge às 12:00
Link do Post | Comentar |
3 comentários:
De Luís F. Alves a 19 de Novembro de 2007 às 18:12
Bom, eu também não quero ser poético. E nem esotérico, não vou falar em energias nessa zona, nem chakras, etc..
Posso dizer com toda a honestidade, no entanto, que quando estou apaixonado a sério, toda a alegria, toda a tristeza, toda a dor, é na zona do coração que sinto primeiro, fisicamente. É mesmo ali que sinto o bom e o mau do Amor a preencher-me. E acredita, também fiquei surpreendido quando percebi isso. Mas convenceu-me que a associação ao coração não é tão aleatória como parece...
De xana a 19 de Novembro de 2007 às 20:39
Talvez a atribuição do sentimento ao coração tenha uma explicação sociológica, pois não lhe consigo atribuir nenhum sentido em termos da medicina! O facto é que por mais que queiramos pensar em sentimento com a razão, ela foge ao nosso controle, por mais determinados e racionais que sejamos! " só se vê bem com o coração" ( Saint- Exupéry), mas será isto toda a verdade?! Por vezes tenho dúvidas e mentenho-me no dilema entre aquilo que diz a razão e o coração e enquanto isso, o tempo passa...
De on a 23 de Novembro de 2007 às 00:11
Mas o orgão mais erotico do corpo humano é o cerebro:)

Comentar post

badge

subscrever feeds

Ideias Recentes

There are four Walt Disne...

...

Hora de Hibernar

Body Balance

Finalmente uma data...

Em Forma...

2 canções de (quase) Amor

Bla Bla Bla... Espera iss...

Simples, não d&aac...

Google Chrome

Categorias

bem-estar(1)

blogue(24)

bushido(43)

caminha(1)

empresa(9)

férias(2)

ficção(10)

filmes(9)

humor(10)

livros(12)

mac(4)

midnight(2)

minho(3)

música(4)

podcast(2)

sapo(2)

séries(4)

vida social(54)

wii(2)

wow(8)

todas as tags

Links

Material Fora de Cena

Julho 2011

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Pesquisar neste Blog

 
blogs SAPO